quinta-feira, junho 01, 2006

Verdade!

O excesso de Sol de Portugal é inversamente proporcional ao uso que fazemos dele - Investigadores de vários países já salientaram o facto de os países com muito Sol terem um déficit de actividade cerebral!!!! - sendo assim e para contrariar esta teoria Portugal tem até 2010 de provar a si próprio que queremos de facto usar o Sol.

O caminho existe, as tecnologias estão disponíveis e nem faltam os investidores, o que falta são mesmo leis que em vez de dificultarem, facilitem tais investimentos.

4 comentários:

Anónimo disse...

Mas a fotovoltaica não é a ER mais cara de todas? não deve ficar em lista de espera até que se torne mais barata?

Anónimo disse...

e cara para produção de energia electrica... para aquecimento de aguas e usando os materiais correctos na construção dos edificios tornam-se alternativas bastantes coerentes.

Daniel disse...

Falava-se de efeito fotoeléctrico ou de energia térmica?

Julgo que era o primeiro caso!

=)

Anónimo disse...

penso k para a inst.do fotovolteico tem de se introduzir obrigatoriamente a térmica.